Atletas do projeto Esporte Adaptado conquistam 11 medalhas nos Jogos Escolares Paralímpicos

paraolimpico2-800x445
(Foto: Reprodução)

Os paratletas três-lagoenses do projeto Esporte Adaptado, desenvolvido pela Prefeitura de Três Lagoas, por meio da Secretaria de Esportes, Juventude e Lazer (Sejuvel), representaram o Município entre os dias 23 e 28 de novembro na edição 2015 dos Jogos Escolares Paralímpicos 2015, que foi realizada em Natal, no Rio Grande do Norte.

As disputas, organizadas pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), reuniram mais de 1,2 mil jovens de 27 Estados e do Distrito Federal, com idade entre 14 e 17 anos. A competição foi o último grande evento antes da realização dos jogos Paralímpicos, no Rio de Janeiro, em 2016.

Os paratletas conquistaram as vagas na competição durante os Jogos Escolares Paralímpicos de Mato Grosso do Sul, realizado no mês de setembro em Campo Grande. A participação dos competidores trouxe, além da classificação para a fase nacional, a conquista de 25 medalhas, sendo 20 de ouro, duas de prata e três de bronze.

Participaram da competição os paratletas Emanuel dos Santos, Carla Regina Souza, Matheus Canan da Silva, Thais Constantino e Analanda Masissoli. Os competidores estavam acompanhados dos técnicos Roney de Araújo e Marizland de Alencar (Lila).

Os competidores conquistaram durante o campeonato 11 medalhas, sendo quatro de ouro, duas de prata e cinco de bronze. Matheus da Silva ficou com três bronzes, no salto em distância, arremesso de peso e 100 metros classe F44. Emanuel dos Santos conquistou dois ouros, no salto em distância classe T37 e arremesso de peso, e uma prata nos 100 metros. Analanda Masissoli ficou com a medalha de bronze no tênis de mesa classe 10. Carla Regina Souza alcançou o bronze no lançamento de dardo classe F37. Thais Constantino ficou com o ouro no lançamento de dardo, classe T53 e arremesso de peso e prata nos 100 metros.

O técnico Roney de Araújo disse estar muito contente com os resultados conquistados pelos paratletas na competição de alto nível que contou apenas com a participação dos melhores do país.

“Foi uma grande superação, já que os nossos competidores possuem pouco tempo de treinamento. Agradecemos o apoio da Sejuvel, na cedência do espaço para os nossos treinos. Nosso objetivo para o ano que vem é manter ou superar o nosso quadro de medalhas, que foram 11 no juvenil e oito no adulto”, destacou o técnico.

O secretário de Esportes, Walter Dias, parabenizou a conquista dos paratletas que fazem parte do projeto Esporte Adaptado. “Congratulo também os técnicos Roney e Lila pelo belíssimo trabalho voluntário que eles desenvolvem com os competidores locais. Todos os resultados conquistados durante o ano mostram a importância do projeto no fomento do paradesporto municipal, ao incentivar os praticantes a partir dos resultados alcançados pelos paratletas nas competições estaduais e nacionais”.

Com informações do Jornal Dia A Dia

Faça o seu Comentário ( facebook)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

5 × 2 =