Manifestantes lançam coquetéis molotov contra base do Exército da Venezuela na fronteira com o Brasil

Manifestantes lançaram coquetéis molotov contra base do Exército da Venezuela na fronteira com o Brasil, em Pacaraima (RR) por volta das 18h20 deste sábado (23). Os militares venezuelanos reagiram com bombas de gás lacrimogêneo cerca de dez minutos depois.

Segundo militares brasileiros, o Exército venezuelano efetuou disparos de arma de fogo contra os manifestantes.

De acordo com informações preliminares, os coquetéis molotov foram atirados por venezuelanos que vivem no Brasil em direção ao posto militar da Venezuela. Depois, houve outra confusão, em que manifestantes e soldados venezuelanos jogaram pedras uns nos outros.

Imagens mostram uma caminhonete da Guarda Nacional Bolivariana incendiada depois do tumulto.

Equipes do batalhão de choque da Polícia Militar de Roraima e da Força Nacional se dirigiram até a fronteira. As forças de segurança brasileira pediram que os manifestantes se afastem e parem de atirar objetos contra os militares venezuelanos.

Por volta das 19h20, policiais e militares brasileiros começaram a dispersar os manifestantes que continuavam perto da fronteira com a Venezuela.

Um civil venezuelano passou mal e recebeu atendimento em hospital de campanha montado no posto do Exército Brasileiro. Segundo manifestantes, ele estava desacordado, mas sem ferimentos aparentes.

Até o momento, não há mais informação sobre feridos.

Caminhões com ajuda humanitária

O confronto ocorreu pouco tempo depois de caminhões com a ajuda humanitária retornarem ao lado brasileiro na fronteira após tumulto entre voluntários.

Luiz Silva, deputado da Assembleia Nacional pelo partido Ação Democrática – de oposição a Nicolás Maduro – disse que os caminhões foram tirados da fronteira “para proteger a ajuda, para resguardar”.

Fonte G1

link abaixo

https://g1.globo.com/rr/roraima/noticia/2019/02/23

Faça o seu Comentário ( facebook)