pesquisa geral

Marketing Digital para mulheres – Um mercado em expansão

O marketing digital

O século 21 é, com certeza, a era da internet. Ela está inserida em nossas vidas de tal forma, que é quase impossível fazer alguma coisa sem ela ou fora dela. Tudo, das coisas mais simples às mais complexas, passam pela internet hoje em dia. Não é a toa que é cada dia mais difícil ver as pessoas longe de seus smartphones.

Nossos hábitos de consumidores também mudaram muito com a internet. Procuramos tudo na internet primeiro, para depois (talvez) buscarmos em lojas físicas. E foi assim que nasceu o marketing digital, em meados dos anos 90. Um conjunto de estratégias voltadas para a promoção de marcas na internet. Um pouco diferente do marketing tradicional, por usarem canais online e métodos que permitem uma analise dos resultados em tempo real.

O marketing das mulheres

Saindo um pouco da visão histórica do marketing e entrando em uma perspectiva mais tática, temos as mulheres. Não é de hoje que o foco no público feminino é crucial para atingir melhores resultados em vendas. Isso por que elas vêm conquistando papéis de liderança de todos os tipos, não só como comandantes da casa ou como mães.

A mulher possui papel estratégico de formadora de opinião, pois, seu aval está relacionado com o mercado alimentício e doméstico, por cuidarem da casa; com o mercado infantil, por escolherem por seus filhos; com o mercado masculino, pois é compradora de artigos para seus parceiros, e também impactam na opinião de outras mulheres por indicações e referências.

O público feminino é tão importante para o mercado em geral que, nos últimos 10 anos, empresas buscam entender, de forma estratégica, o comportamento das mulheres, o que as fazem decidir pela compra, o que mexe com seu imaginário e qual seu processo de escolha.

Elas são muitas vezes o alvo dos marqueteiros para vender, até, itens masculinos. Produtos que antes tinham ação estratégica voltada exclusivamente para homens, como propaganda de carros e bebidas, hoje estão deixando a abordagem sexista de lado e abordando um público homogêneo, sem gênero, já que o consumo destes por mulheres crescem, sem limitações, em todos os segmentos.

Mulheres no comando

Assim, como as melhores entendedoras de consumo, podemos ver, cada vez mais, mulheres em cargos importantes no marketing digital. No Brasil, por exemplo, temos mulheres em cargos de peso em empresas gigantes, como, Cris Duclos, VP da agência Wunderman, Martha Krawczyk, vice-presidente de Marketing da Visa para América Latina e Caribe e Paula Nogueira Lindenberg, vice-presidente de Marketing da Ambev.

Como o marketing digital é um mercado em intensa expansão o espaço das mulheres dentro dele também cresce. Assim, temos uma presença cada vez mais expressiva das mulheres nesse segmento.

Faça o seu Comentário ( facebook)

Sobre o autor

Mariana Chaim

Meu Lema -> Querer não é poder! Ideia+Planejamento+Ação = Resultados!

Sempre acreditei que o céu é o limite para alcançar os resultados, e foi pensando nisso que sigo há 15 anos atuando nas áreas de marketing, tecnologia e comercial trilhando um caminho para ajudar empresários e gestores de empresas de pequeno e médio porte.
Iniciei minha formação em Sistemas Informatizados de Internet e Redes me profissionalizei em gestão empresarial, designer gráfico e web, analista em marketing digital, consultoria empresarial, e possuo especialização em comercialização de produtos e serviços.
Além das Palestras e Treinamentos, sou cocriadora do Sistema para Gestão Empresarial AMWSYS e Diretora de Negócios da LM Tecnologia em Ribeirão Preto.

posts relacionados