pesquisa geral

VAR se mantém “improvisado” e não diminui as polêmicas no futebol

(Foto: Reprodução)

 

O que antes era sinônimo de “solução”, hoje ainda é visto com muita discriminação. O árbitro de vídeo se tornou alvo das principais críticas do futebol e escancarou os problemas dentro e fora do campo. As polêmicas ficaram mais acentuadas e as reclamações mais evidentes.

Isto ficou mais nítido na partida entre Bahia e Atlético Paranaense pela Copa Sul-Americana. A diretoria do clube baiano reclamou dos dois gols anulados e disse que o despreparo dos árbitros vai “manchando o VAR”. Os visitantes venceram a partida por 1 a 0 na Arena Fonte Nova.

O VAR acabou “improvisado” em algumas competições justamente pelo número de reclamações de jogadores, comissão técnica e diretoria que questionavam algumas atitudes da arbitragem em campo. Nem mesmo o auxiliares ao lado do gol – usados em algumas competições – não foi o suficiente para diminuir as polêmicas.

O uso do VAR foi colocado como positivo na Copa do Mundo de 2018, mas não podemos dizer o mesmo de competições como Libertadores e Sul-Americana. Até mesmo a Copa do Brasil sofreu com as polêmicas, o que mais uma vez vai desgastando a relação de clubes como a arbitragem.

É necessário que se coloque regras para o uso do VAR e que isso seja repercutido entre os clubes. Com essa “improvisação” tudo é sinônimo de consultar o árbitro de vídeo. Fica claro que o árbitro humano perdeu seu valor e será sempre apontado como o culpado pelo resultado final. Alguns gostam mais de chamar a atenção, mas é preciso que o árbitro fique neutro as marcações e ao placar do jogo. Ele está ali para que a partida seja justa e que as duas equipes possam exercer suas funções.

Até quando teremos essas polêmicas no futebol?

Faça o seu Comentário ( facebook)

Sobre o autor

Colunista de esportes do site Brasil MS e blogueiro no Blog do Esporte

posts relacionados